TST - RR - 762109/2001


20/abr/2006

RECURSO DE REVISTA. DEFERIMENTO DE HORAS EXTRAS. PROVA TESTEMUNHAL. INTERVALO NÃO CUMPRIDO. CARTÕES DE PONTO IMPRESTÁVEIS. Condenação da empresa ao pagamento de horas extras ante ao fato de que a testemunha, não obstante não ter trabalhado com o empregado, comprovou o sistema de jornada de trabalho apontado na petição inicial, isto é, das 19 horas à 7 horas do dia seguinte, e vice-versa, com intervalo máximo de 15 minutos. Desconsideração, ainda, dos cartões de ponto juntados aos autos como meio idôneo de prova, já que apontavam a denominada marcação britânica, sendo, assim, imprestáveis ao fim colimado. Recurso de revista que não preenche os requisitos do artigo 896 da CLT. Recurso de revista não conhecido.

Tribunal TST
Processo RR - 762109/2001
Fonte DJ - 20/04/2006
Tópicos recurso de revista, deferimento de horas extras, prova testemunhal.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›