TST - AIRR - 660/2002-006-15-40


05/mai/2006

AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA - PROCEDIMENTO SUMARÍSSIMO - CONTRARIEDADE À SÚMULA DO TST E OFENSA A PRECEITO CONSTITUCIONAL SOMENTE APONTADOS NO AGRAVO DE INSTRUMENTO DESCABIMENTO. A decisão agravada que denega seguimento a recurso de revista, amparada apenas em divergência jurisprudencial e em violação de dispositivos infraconstitucionais, quando o processo está submetido ao rito sumaríssimo, confere correta exegese ao art. 896, § 6º, da CLT, que requer, nesse caso, a demonstração de violação direta de dispositivo da Constituição Federal ou de contrariedade a súmula do TST. Demonstração de contrariedade à Súmula do TST e de violação constitucional somente nas razões de agravo de instrumento não pode servir-lhe de ensejo. O agravo de instrumento não pode configurar sucedâneo do recurso trancado. De fato, a finalidade ontológica do agravo de instrumento é a desconstituição da decisão denegatória, a fim de dar processamento ao recurso cuja análise foi obstada, e a do recurso de revista é a uniformização da jurisprudência nas Cortes Trabalhistas, preservando a interpretação da legislação federal dos temas da competência destas. Agravo desprovido.

Tribunal TST
Processo AIRR - 660/2002-006-15-40
Fonte DJ - 05/05/2006
Tópicos agravo de instrumento em recurso de revista, procedimento sumaríssimo, contrariedade à súmula do tst e ofensa a preceito constitucional.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›