TST - RR - 1/2003-201-11-00


19/mai/2006

PRELIMINAR DE NULIDADE. REMESSA DE OFÍCIO NÃO PROMOVIDA. INTERPOSIÇÃO DE RECURSO ORDINÁRIO. A interposição do recurso ordinário tem o condão de devolver ao Tribunal Regional o exame de toda a matéria objeto de impugnação, em extensão e profundidade, consoante se extrai do artigo 515, caput, do Código de Processo Civil. Uma vez interposto recurso voluntário pelo ente público, compreensivo de toda a matéria em que sucumbente, resta autorizada a ilação de que o reexame da decisão restou finalmente assegurado. Não se vislumbra, daí, prejuízo à parte de molde a justificar a anulação do julgado, conquanto flagrante o erro procedimental do Tribunal a quo. Recurso de revista não conhecido. CONTRATAÇÃO PELO MUNICÍPIO. ÔNUS DA PROVA. O Tribunal Regional fixou sua fundamentação no exame da prova constante dos autos, independentemente de quem a produzira, não se dedicando ao exame da matéria sob o ângulo subjetivo. Incidência da Súmula nº 297 do TST. Recurso de que não se conhece. CONTRATO NULO. EFEITOS. SÚMULA Nº 363 DO TST. A contratação de servidor público, após a CF/1988, sem prévia aprovação em concurso público, encontra óbice no respectivo art. 37, II e § 2º, somente lhe conferindo direito ao pagamento da contraprestação pactuada, em relação ao número de horas trabalhadas, respeitado o valor da hora do salário mínimo, e dos valores referentes aos depósitos do FGTS. Recurso de revista conhecido e parcialmente provido.

Tribunal TST
Processo RR - 1/2003-201-11-00
Fonte DJ - 19/05/2006
Tópicos preliminar de nulidade, remessa de ofício não promovida, interposição de recurso ordinário.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›