TST - RR - 2417/2003-003-02-00


25/ago/2006

PRESCRIÇÃO. MARCO INICIAL. EXPURGOS INFLACIONÁRIOS. MULTA DE 40% DO FGTS. 1. A jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho firmou-se no sentido de que é da publicação da Lei Complementar nº 110, de 30.06.2001, que se inicia a contagem do prazo prescricional relativamente ao direito de ação quanto ao pedido de diferenças da multa de 40% do FGTS em face de expurgos inflacionários, salvo comprovado trânsito em julgado de decisão proferida em ação proposta anteriormente na Justiça Federal, que reconheça o direito à atualização do saldo da conta vinculada. (Orientação Jurisprudencial nº 344 da SBDI-1). 2. Ação trabalhista, ainda que arquivada, interrompe a prescrição somente em relação aos pedidos idênticos (Incidência da Súmula 268 do TST). Assim, decorridos menos de dois anos entre a propositura de ação trabalhista visando a cobrar diferenças de multa de 40% do FGTS e outra reclamação proposta anteriormente, pleiteando as mesmas diferenças, não se opera a prescrição.

Tribunal TST
Processo RR - 2417/2003-003-02-00
Fonte DJ - 25/08/2006
Tópicos prescrição, marco inicial, expurgos inflacionários.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›