TST - A-ROAG - 82/2005-000-15-00


25/ago/2006

AGRAVO - MANDADO DE SEGURANÇA CÓPIA DO ATO COATOR NÃO AUTENTICADA SÚMULA Nº 415 DO TST. 1. Consoante a iterativa jurisprudência desta Corte Superior, cristalizada na Súmula nº 415, exigindo o mandado de segurança prova documental pré-constituída, inaplicável se mostra o art. 284 do CPC quando verificada, na petição inicial do mandamus, a ausência de documento indispensável ou de sua autenticação (CLT, art. 830). Por essa razão, correto se apresenta o despacho-agravado que denegou seguimento ao apelo do Impetrante, uma vez que a cópia do ato apontado como coator não estava autenticada. 2. Ressalte-se que, não obstante a decisão regional não tenha observado esse aspecto, nem tenha havido impugnação da parte contrária ou da autoridade coatora, trata-se de pressuposto de constituição e desenvolvimento válido do writ, que, nos termos do art. 267, § 3º, do CPC, pode ser apreciado de ofício e em qualquer tempo e grau de jurisdição.

Tribunal TST
Processo A-ROAG - 82/2005-000-15-00
Fonte DJ - 25/08/2006
Tópicos agravo, mandado de segurança cópia do ato coator não autenticada súmula, consoante a iterativa jurisprudência.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›