TST - RR - 995/1998-043-01-00


01/set/2006

HORAS EXTRAS. ÔNUS DA PROVA. VALORAÇÃO DAS PROVAS. O Tribunal regional fundamentou sua decisão no exame das provas trazidas nos autos, independente de quem as tenha produzido. Assim, por ser a instância ordinária soberana na análise do quadro fático-probatório, impossível sua reavaliação por esta Corte superior, nos termos da Súmula nº 126 do TST. Recurso de revista não conhecido.

Tribunal TST
Processo RR - 995/1998-043-01-00
Fonte DJ - 01/09/2006
Tópicos horas extras, ônus da prova, valoração das provas.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›