TST - AIRR - 640/2004-001-19-40


15/set/2006

AGRAVO DE INSTRUMENTO - HORAS EXTRAS BANCO DE HORAS O Tribunal Regional consignou que as horas trabalhadas pelo Reclamante após a marcação do ponto não eram computadas no banco de horas e permaneciam não pagas. A mudança de entendimento exigiria o reexame do conjunto fático-probatório dos autos, providência vedada pela Súmula nº 126/TST. ADICIONAL DE INSALUBRIDADE O apelo está desfundamentado, à luz do artigo 896 da CLT.

Tribunal TST
Processo AIRR - 640/2004-001-19-40
Fonte DJ - 15/09/2006
Tópicos agravo de instrumento, horas extras banco de.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›