TST - AIRR - 1511/2002-036-23-40


08/jun/2007

AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA. CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS. SENTENÇA DECLARATÓRIA. COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA DO TRABALHO. A Constituição, na redação dada pela Emenda Constitucional nº 45/2004, atribuiu à Justiça do Trabalho competência para executar, de ofício, as contribuições sociais previstas no artigo 195, inciso I, alínea a e inciso II, decorrentes das decisões que proferir. Dado, porém que, da sentença meramente ou preponderantemente declaratória, limitada ao reconhecimento do vínculo empregatício, sem imposição de obrigação de pagar qualquer título de natureza salarial, não resulta fato imponível de contribuição social, não maltrata o artigo da 114 decisão Regional que, nas circunstâncias, afasta do âmbito de competência da Justiça do Trabalho a execução desse tributo. Cabe à Justiça Federal conhecer e julgar as ações de execução aparelhadas por inscrição em dívida ativa, de contribuições sociais apuradas e lançadas administrativamente pelo INSS, em decorrência de vínculo empregatício reconhecido em Juízo. Súmula nº 368, item 1. Ademais, não pode a parte alegar contrariedade á dispositivo legais em agravo de instrumento quando o tema não foi objeto de recurso de revista, posto estar preclusa a oportunidade. Agravo conhecido e desprovido.

Tribunal TST
Processo AIRR - 1511/2002-036-23-40
Fonte DJ - 08/06/2007
Tópicos agravo de instrumento em recurso de revista, contribuições previdenciárias, sentença declaratória.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›