TST - AIRR - 539/2005-007-03-40


08/jun/2007

AGRAVO DE INSTRUMENTO. SUSPEIÇÃO DE TESTEMUNHA. Não há que se falar em divergência jurisprudencial com a Súmula 357 do TST. Tal súmula trata de testemunha que litiga contra o mesmo empregador, enquanto, no caso dos autos, tem-se um depoente que patrocina causas contra o empregador. Evidente, portanto, a diversidade de matérias. EQUIPARAÇÃO. ISONOMIA SALARIAL. De nada aproveita ao Recorrente a transcrição de depoimentos, ou de regras do PCCS da Reclamada, que expressamente não fizeram parte da decisão recorrida, uma vez que tais circunstâncias descritas implicariam o revolvimento de mátéria fático-probatória, o que é vedado em Recurso de Revista, nos termos da Súmula 126 do TST. Agravo de Instrumento não provido.

Tribunal TST
Processo AIRR - 539/2005-007-03-40
Fonte DJ - 08/06/2007
Tópicos agravo de instrumento, suspeição de testemunha, não há que se.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›