TST - AIRR - 2149/2003-009-02-40


08/jun/2007

AGRAVO DE INSTRUMENTO. RECURSO DE REVISTA. SPTRANS. GERENCIAMENTO E FISCALIZAÇÃO DO TRANSPORTE PÚBLICO RESPONSABILIDADE SUBSIDIÁRIA NÃO CONFIGURADA. Decisão regional em sintonia com a jurisprudência do TST, no sentido de não se configurar a responsabilidade subsidiária da São Paulo Transporte S.A., por eventuais créditos trabalhistas, em face da sua condição de gestora dos serviços públicos. Precedentes: E-RR-73041/2003-900-02-00.9, Rel. Min. Carlos Alberto, DJ. 17/09/2004; RR-530/2005-026-02-40.7, 1ªT, Rel. Min. Lélio Bentes Corrêa, DJ.02/03/2007; RR-2156/2003-068-02-40.4, 2ªT, Min. José Simpliciano Fernandes, DJ.11/04/2006; RR-1.094/2002-019-02-40.2, 3ªT, Rel. Min. Maria Cristina Peduzzi, DJ.16/03/2007; RR-748/2004-052-02-00.2, 4ªT, Rel. Min. Barros Levenhagen, DJ.13/04/2007; RR-2.790/2004-054-02-00.0, 5ªT, Rel. Min. Brito Pereira, DJ.30/03/2007; RR-763/2005-057-02-40.8, 6ªT, Rel. Min.

Tribunal TST
Processo AIRR - 2149/2003-009-02-40
Fonte DJ - 08/06/2007
Tópicos agravo de instrumento, recurso de revista, sptrans.

Cadastre-se gratuitamente para acessar a íntegra deste acórdão  ›