Empregado doméstico


27/mar/2017
 
Histórico de atualizações deste conteúdo
03/abr/2013 Atualizado de acordo com a Emenda Constitucional nº 72/2013.
09/mar/2016 Revisão geral. Este material não sofreu novas alterações até esta data.
27/mar/2017 Atualizado de acordo com a Lei Complementar nº 150/2015.
29/set/2009 Publicado no DireitoNet.

É aquele que presta serviços na residência do empregador, de forma contínua, mediante vínculo de subordinação e salário. Segundo disposição do artigo 1º, da Lei Complementar nº 150/15, empregado doméstico é aquele que presta serviços de forma contínua, subordinada, onerosa e pessoal e de finalidade não lucrativa à pessoa ou à família, no âmbito residencial destas, por mais de 2 (dois) dias por semana, aplica-se o disposto nesta Lei.

Além disso, o artigo 7º, "a", da Consolidação das Leis do Trabalho, excluem de sua aplicação tais empregados, ao dispor que "os preceitos constantes da presente Consolidação salvo quando for em cada caso expressamente determinado em contrário, não se aplicam aos empregados domésticos, assim considerados, de um modo geral, os que prestam serviços de natureza não-econômica à pessoa ou à família, no âmbito residencial destas (...)".


 

Fundamentação:

Temas relacionados:

Referências bibliográficas:

Veja mais sobre Empregado doméstico no DireitoNet.

Histórico de atualizações deste conteúdo
Críticas ou sugestões? Clique aqui
03/abr/2013 Atualizado de acordo com a Emenda Constitucional nº 72/2013.
09/mar/2016 Revisão geral. Este material não sofreu novas alterações até esta data.
27/mar/2017 Atualizado de acordo com a Lei Complementar nº 150/2015.
29/set/2009 Publicado no DireitoNet.