Concussão


01/mai/2015
 
Histórico de atualizações deste conteúdo
01/dez/2013 Revisão geral. Este material não sofreu alterações até esta data.
01/mai/2015 Revisão geral. Este material não sofreu novas alterações até esta data.
23/mai/2010 Publicado no DireitoNet.

É o crime praticado por funcionário público, em que este exige, para si ou para outrem, vantagem indevida, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela. O crime é punido com pena de reclusão, de dois a oito anos, e multa. Os parágrafos 1º e 2º, do artigo 316, do Código Penal, preveem o excesso de exação, que são as formas qualificadas do delito de concussão, em que se pune mais severamente, com pena de reclusão de três a oito anos e multa, o funcionário que exige tributo ou contribuição social que sabe ou deveria saber indevido, ou, quando devido, emprega na cobrança meio vexatório ou gravoso, que a lei não autoriza, e com pena de reclusão, de dois a doze anos, e multa, aquele que desvia, em proveito próprio ou de outrem, o que recebeu indevidamente para recolher aos cofres públicos.

Fundamentação:

Temas relacionados:

Referências bibliográficas:

Veja mais sobre Concussão no DireitoNet.

Histórico de atualizações deste conteúdo
Críticas ou sugestões? Clique aqui
01/dez/2013 Revisão geral. Este material não sofreu alterações até esta data.
01/mai/2015 Revisão geral. Este material não sofreu novas alterações até esta data.
23/mai/2010 Publicado no DireitoNet.